quinta-feira, 3 de abril de 2014

Copy, um ótimo substituto para o UbuntuOne: igual ao Dropbox, só que melhor

Dropbox, o pioneiro


Quase todo mundo já deve ter ouvido falar do Dropbox, o programa que sincroniza facilmente os seus arquivos entre múltiplos dispositivos e com a nuvem. Se você não ouviu, deveria, pois ele facilita muito o trabalho em grupo e o compartilhamento de arquivos com conhecidos.

Da próxima vez que precisar enviar aquele vídeo de 78Mb para o seu amigo, pense duas vezes antes de anexar o arquivo por email. Enviar pelo Facebook pode ser uma alternativa melhor, mas também está longe do ideal.

Enfim, programas como o Dropbox são utilizados por milhões de pessoas diariamente e fica difícil até mesmo pensar em como vivemos tanto tempo sem isso: facilidade para acessar seus arquivos via web ou de ter a última versão do documento magicamente disponível em todos os seus dispositivos, sejam eles laptops, desktops, smartphones ou tablets.

Contudo, parece que todo mundo quer ter um programa deste tipo: Google Drive, Microsoft OneDrive, SugarSync, Box.com e alternativas livres como o ownCloud e o SparkleShare surgiram para fazer frente à liderança do Dropbox. Até mesmo a brasileira Locaweb possui um serviço semelhante, o GoDrive.


UbuntuOne, meu favorito (até agora)


Contudo, um dos serviços que eu mais gostava será extinto em breve. Trata-se do UbuntuOne. Os motivos para isso eram simples:
  • assim como o Dropbox, ele tem clientes para múltiplas plataformas incluindo Windows, Android, iOS, Mac OS e obviamente, GNU/Linux.
  • ele tem a vantagem de fazer streaming das suas músicas salvas no serviço.
  • as músicas compradas na loja do Ubuntu One Music Store eram salvas no seu Ubuntu One, ficando assim automaticamente disponíveis sem que isso fosse descontado do seu espaço de armazenamento
  • o cliente tem o código fonte aberto.
Mas além de tudo isso, o que eu mais gostava nele era a possibilidade de escolher quais seriam as pastas do sistema seriam sincronizadas, sem que todas elas estivessem que estar dentro de uma pasta específica, como acontece com o Dropbox.

Contudo, foi anunciado recentemente que o serviço UbuntuOne será descontinuado. As justificativas são de que o mercado se tornou muito competitivo para esse tipo de produto e que para continuar no jogo, a Canonical teria que fazer investimentos pesados na área, coisa que eles parecem não estar dispostos a fazer neste momento.

A notícia boa disso tudo é que eles anunciaram que vão liberar o código fonte do programa. Uma vez que o cliente já é aberto, isso só pode se tratar do server-side, o que seria bastante interessante.


Copy, a alternativa peso-pesado

Logo do Copy
Por coincidência, soube recentemente de um serviço que tem tudo que o Dropbox tem, com uma vantagem muito importante: mais espaço gratuito. Trata-se do Copy da fabricante de discos rígidos Barracuda. Com ele, além do acesso web e de aplicativos para as diversas plataformas, você já começa com 15Gb logo de cara e recebe mais 5Gb por recomendação. É três vezes mais do que oferece o Dropbox e no caso de indicações, 10 vezes mais.

Não é a toa que eu passei a usá-lo e estou bastante contente. Vendo essas e outras características, não é a toa que a Canonical decidiu parar de competir nesse mercado.

Se você ficou curioso e resolver dar uma chance ao programa, utilize esse link https://copy.com?r=lLJ26T e ganhe os 5Gb extras após instalar o programa, de forma a começar já com 20Gb. Depois, não se esqueça de deixar um comentário aqui e dizer o que achou da experiência.

Editado 09/04/2014: algo que eu havia deixado de fora e que considero importante, é dizer que o Copy também roda no Raspberry Pi, algo que eu sempre quis que o Dropbox fizesse.

Comente clicando!